Dúvidas Frequentes

Cancelamento de Passagens Compradas via Site

Passagens compradas via Internet poderão ser canceladas no próprio site em até 4h antes do embarque.

Cancelamento de Passagens

Com base nas Resoluções 4.282 de 17 de fevereiro de 2014 e 4.432 de setembro de 2014, da Agência Nacional de Transporte Terrestre – ANTT, quando necessário, o passageiro poderá cancelar seu bilhete com até 3h antes do embarque, em um dos guichês da empresa, observando-se o horário de funcionamento.
Conforme lei 11.975/2009, artigo 2º, parágrafo único: nos casos de solicitação de reembolso do valor pago do bilhete por desistência do usuário, a transportadora disporá de até 30 dias, a partir da data do pedido, para efetivar a devolução. Sobre o valor total da compra, incidirá desconto correspondente a 5% (cinco por cento) conforme faculta o § 2º, do artigo 740 do Código Civil combinado com o § 3º do artigo 13 da lei 11.975/2009.

Bagagens transportadas no bagageiro

Para maior segurança assista o embarque da sua bagagem e para seu conforto, sugerimos que a bagagem receba uma identificação contendo seus dados pessoais. Informamos ainda que não será permitida abertura dos bagageiros nos pontos de parada.

Compra de Passagens

Para a compra nos trajetos interestaduais é obrigatório constar o nome do passageiro, RG ou CPF no bilhete de passagem, portanto essas informações deverão ser fornecidas no momento da compra;
O bilhete de passagem é nominal, portanto, somente o passageiro que consta no bilhete poderá fazer a transferência para que outra pessoa viaje; Para as compras efetuadas on-line, somente o comprador ou favorecido poderá retirar o bilhete mediante apresentação de documento oficial.

Embarque

O embarque será permitido apenas se o passageiro estiver de posse de um documento de identificação original e com foto. O embarque de menores deverá ser comunicado no ato da compra da passagem, pois o menor deverá possuir um bilhete de passagem. Não será cobrado nenhum valor para passagens de crianças de até 06 anos incompletos, desde que transportadas no colo.
Menores de idade poderão embarcar mediante a apresentação de RG, Passaporte ou Certidão de Nascimento. Lembrando que seus responsáveis deverão estar devidamente documentados também. Somente até 1º de setembro de 2015, a certidão de nascimento será aceita como documento oficial, conforme Resolução nº. 4511/2014 da ANTT, no entanto, serão aceitos apenas documentos originais ou cópias autenticadas em cartório.

Ficha Individual de Identificação de Passageiros

Para viagens intermunicipais (dentro do Estado) com percurso superior a 75 quilômetros, os clientes deverão preencher a Ficha Individual de Identificação de Passageiros, conforme prevê a Portaria DGR/DPL-ARTESP-4, de 01/07/2002. Nas linhas interestaduais (de um Estado para outro) os clientes, nos termos do Título IX da Resolução nº 18, deverão também preencher a mesma ficha para viagens em qualquer distância, exceto para os horários operados com ônibus semi-urbanos.
Tais orientações são importantes no sentido de garantir a identificação dos clientes que embarcaram em nossos ônibus. Para cada viagem, exige-se o preenchimento de uma nova ficha. No momento do embarque, apresente a Ficha Individual de Identificação de Passageiros devidamente preenchida juntamente com sua carteira de identidade e faça uma boa viagem.

Passe Escolar - Como obter

Considerando que o artigo 81 do Decreto no 29.913, de 12 de maio de 1989, alterado pelo Decreto no 30.945, de 12 de dezembro de 1989, dispõe sobre o desconto de 50% (cinquenta por cento) nos preços das passagens aos estudantes e professores das escolas oficiais e oficializadas,nos deslocamentos entre a escola e sua residência, nos dias letivos.
Os passes escolares poderão ser adquiridos pelos beneficiários na medida de suas necessidades, respeitando-se o lote mínimo de 10 (dez) passagens para linhas rodoviárias e lote mensal (dias letivos) para as linhas suburbanas, devendo a empresa transportadora fornecê-los no prazo máximo de 7 (sete) dias a contar do respectivo protocolo do pedido.
O preenchimento do formulário é o primeiro passo para obtenção do Passe Escolar.

Transporte de animais

Estado de São Paulo
Regulamentado pela Portaria ARTESP nº 15/2012, estabelece que poderão ser transportados em cada ônibus apenas 2 (dois) animas domésticos de pequeno porte (no máximo 8 quilos), devendo o passageiro pagar tarifa (passagem sem seguro) pelo assento que será utilizado para transportá-lo (preferencialmente ao seu lado) e:
a) apresentar atestado sanitário emitido por Médico Veterinário no máximo 3 (três) dias antes da viagem;
b) apresentar comprovação de vacinação anti-rábica;
c) acondicionar o animal em contêiner de fibra de vidro ou material parecido, de tamanho máximo de 41cm X 36cm X 33cm;
d) apresentar autorização de trânsito emitido pelo IBAMA, caso se trate de aves domésticas, animas e aves silvestres da fauna brasileira ou exótica.
Nenhuma destas exigências se aplica ao transporte de cão-guia de portadores de deficiência visual, que poderão transportá-los gratuitamente, devendo apresentar documento pessoal e o animal deverá estar equipado com plaqueta de identificação, coleira, guia e arreio de alça; o cão não poderá viajar no corredor do ônibus, devendo ser transportado no local a frente da poltrona na área reservada para a respectiva poltrona do portador de deficiência visual.
Interestadual
É permitido o transporte de pequenos animais devidamente acondicionados em contêiner próprio, cujas dimensões não atrapalhem a locomoção, a segurança e o conforto dos demais passageiros, mediante a apresentação de atestado sanitário emitido por Médico Veterinário e comprovação de vacinação anti-rábica; não haverá cobrança de tarifa (bilhete de passagem), mas não poderá ocupar poltrona ou o espaço destinado a outro passageiro.

Transporte de bagagens de mão

Conforme regulamento de transportes de passageiros e instruções no verso do bilhete de passagens, os pertences levados no interior do ônibus são de responsabilidade do cliente. Recomenda-se não embarcar objetos de valor no interior do ônibus. Caso isto seja necessário, o cliente deverá zelar pelos objetos durante toda viagem, inclusive nos desembarques e pontos de parada.

Transporte de Menores

Está disciplinado no artigo 83 da Lei nº 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA) e aplica-se para o serviço intermunicipal como para o interestadual.
Considera-se criança aquela que ainda não tiver completado 12 (doze) anos de idade e adolescente aquele que tiver entre 12 (doze) anos completos e menos de 18 (dezoito) anos. Nenhuma criança poderá viajar para qualquer cidade desacompanhada dos pais ou responsáveis sem autorização da Justiça da Infância e da Juventude.
1. Poderá viajar sem autorização judicial, entretanto, a criança menor de 12 anos desde que apresente a Certidão de Nascimento ou RG (cópia autenticada) e esteja acompanhada:
a) dos PAIS, AVÓS, TIOS ou IRMÃOS, comprovado documentalmente o parentesco, através de documento de identidade ou
b) de pessoa maior, expressamente autorizada pelo PAI, MÃE ou RESPONSÁVEL mediante autorização por escrito (podendo ser manuscrito) constando os dados da criança e de quem está autorizado a acompanhá-la na viagem, com firma reconhecida em cartório da assinatura de quem autorizou.
2. Maior de 12 anos (adolescente) poderá viajar com apresentação do RG não necessitando estar acompanhado. Para efeitos de comprovação do vínculo de parentesco, deverá ser confrontados a filiação (nome do pai e mãe) constante do documento da criança (Certidão de Nascimento original ou cópia autenticada) com o nome do acompanhante constante do documento de identidade, caso o acompanhante seja um dos parentes indicados na letra “a”.
É documento de identidade do acompanhante ou responsável os seguintes: Cédula de Identidade (RG), Carteira de Trabalho (CTPS), Carteira Nacional de Habilitação com fotografia (CNH), Passaporte, Cartão ou Carteira de Identidade Profissional com validade para Identidade Civil, emitido por Conselhos Federais ou Estaduais (Advogado, Médico, Engenheiro, Psicólogo, Jornalista, Veterinário etc), Identidade Funcional da Polícia Civil, Polícia Militar ou Polícia Federal.

Troca de Passagens

Viagens linhas Interestaduais (com base nas Resoluções 4.282 de 17 de fevereiro de 2014 e 4.432 de setembro de 2014, da Agência Nacional de Transporte Terrestre – ANTT): Troque, quando necessário o bilhete com até 3 (três) horas antes do horário previsto para a partida.

Passagem Idoso

**ANTT**

PARA TER DIREITO À PASSAGEM GRATUITA Solicite o Bilhete de Viagem do Idoso nos postos de venda de passagem, com antecedência de, no mínimo, 3 horas do horário da partida, apresentando documento que comprove sua identidade (RG, por exemplo) e outro que demonstre sua renda.

COMPROVE SUA RENDA COM QUALQUER UM DESTES DOCUMENTOS:

• Carteira de Trabalho e Previdência Social com anotações atualizadas. • Contracheque de pagamento ou documento expedido pelo empregador.

• Carnê de contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). • Extrato de pagamento de benefício ou declaração fornecida pelo INSS ou por outro regime de previdência social público ou privado. • Documento ou carteira emitida pelas secretarias estaduais ou municipais de assistência social.

Viagens entre estados:

TRANSPORTE COLETIVO INTERESTADUAL

TARIFAS E SEGURO FACULTATIVO

Na viagem entre estados, você também deverá pagar os valores relacionados à tarifa de embarque (tarifa de utilização de terminal) e às tarifas de pedágio. Você pode escolher se deseja ou não contratar o seguro facultativo complementar de viagem. Caso contrate, exija comprovante específico individualizado.

PARA TER O DESCONTO DE 50% NO VALOR DA PASSAGEM

Compre o bilhete com antecedência de, no máximo, 6 horas (para viagens de até 500 km) ou de 12 horas (para viagens acima de 500 km de distância).

ATENÇÃO: Se houver mais pessoas nas mesmas condições que queiram fazer o mesmo trajeto, no mesmo veículo, e as vagas já estiverem ocupadas por outros idosos, elas terão direito a um desconto de 50% no valor da passagem.

ARTESP

TRANSPORTE COLETIVO INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS DE CARACTERÍSTICA RODOVIÁRIA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Conheça seus direitos A Lei Estadual nº 15.179/2013 garante uma passagem gratuita por idoso (pessoa com 60 anos de idade ou mais). Válido em todos os horários do serviço intermunicipal de transporte coletivo de passageiros de característica rodoviária convencional, limitado a dois assentos por veículo. Isso quer dizer que um veículo poderá transportar até dois idosos gratuitamente, em cada horário, nas viagens entre cidades no Estado de São Paulo, exceto nas regiões metropolitanas.

RESERVA: Solicite a reserva de um único assento por pessoa com, no mínimo, 24 horas e, no máximo, 5 dias de antecedência da data da viagem, contados do horário previsto para a partida do veículo. A solicitação de reserva deve ser feita pelos canais de atendimento de venda de passagens disponibilizados pela prestadora de serviços de transporte. Forneça o número do CPF e do RG no ato da reserva do bilhete de viagem e apresente o documento pessoal de identidade, original, com fé pública e foto.

RETIRADA: Na retirada do bilhete de viagem ou quando solicitado, apresente o original de qualquer documento oficial de identidade com foto que comprove a sua idade. Retire seu bilhete de viagem no guichê com antecedência. **EMBARQUE:** Compareça para o embarque no terminal rodoviário até 30 minutos antes da hora marcada para o início da viagem, para não perder o direito ao assento reservado.

Caso os assentos destinados aos idosos não tenham sido reservados dentro do prazo determinado (mínimo de 24 horas e máximo de 5 dias de antecedência contadas do horário previsto para a partida do veículo), a empresa transportadora poderá comercializá-los para o público em geral. No entanto, enquanto não forem vendidos, continuarão disponíveis para os beneficiários da gratuidade, até 30 minutos que antecedem o horário de viagem.

Os assentos reservados aos idosos devem ser identificados e estar em local que permita fácil embarque e desembarque. O bilhete de viagem é intransferível. Portanto, não é possível vendê-lo ou passar para outras pessoas. Não é permitido o intermédio, a mediação ou a intervenção na reserva do benefício.

Você tem preferência para embarcar e desembarcar em qualquer tipo de transporte coletivo e também deve receber atendimento prioritário em guichês, caixas e filas.

Não é permitido o embarque fora dos terminais rodoviários.

Locais de Embarque Cidade de São Paulo

1: As partidas da cidade de São Paulo para o Interior do Estado de São Paulo e para o Estado de Mato Grosso do Sul os embarques são efetuados no TERMINAL RODOVIÁRIO DA BARRA FUNDA

2: As partidas da cidade de São Paulo para Angra dos Reis – RJ, Paraty-RJ e Itaguaí-RJ os embarques são efetuados no TERMINAL RODOVIÁRIO DO TIETÊ.